Veículos transferidos para o mesmo município não precisam de placa Mercosul, diz Denatran

A exigência da placa Mercosul continua valendo para veículos novos, ou transferidos para outros estados ou municípios

Foto: Divulgação/ Detran ES

Veículos usados transferidos dentro do mesmo município podem permanecer com a placa cinza de identificação, desde que esteja em boas condições. A medida passou a entrar em vigor desde o último dia 27 de setembro, quando foi publicada uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Para esses casos, segundo a medida, não é necessário adotar a placa Mercosul. O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) informou, por meio de nota, que com a resolução,  “fica facultada ao proprietário do veículo a troca das placas ou a manutenção da placa cinza para os casos de transferência de propriedade dentro do mesmo município.”

A exigência da placa Mercosul continua valendo para veículos novos, ou transferidos para outros estados ou municípios. A exigência também se aplica a mudança de categoria e em veículos com placa cinza danificada.

Fonte: Folha Vitória

Publicado por

Sindloc ES

Sindicato das Empresas Locadoras de Veículos Automotores no Estado do Espírito Santo (Sindloc-ES)

Deixe um comentário