Espírito Santo vai ganhar agência do consulado italiano

Em breve, os capixabas não vão mais precisar se deslocar até o Rio de Janeiro para solicitar a cidadania italiana

Descendentes de italiano podem tirar o passaporte em agência do consulado no Estado. Crédito: Divulgação

Após anos de batalha, o Espírito Santo vai passar a contar com um agência consular da Itália. Entre outros benefícios, em breve será possível solicitar a cidadania italiana sem sair de Vitória. Hoje, a maioria dos capixabas que pede o reconhecimento precisa se deslocar até o Rio de Janeiro para conseguir dar entrada na documentação.

O comunicado oficial saiu nesta sexta-feira (18) e, agora, será iniciada a fase de transição, segundo Cilmar Cesconetto Franceschetto, presidente da Casa D’Italia Espírito Santo – entidade que congrega a comunidade italiana no Estado. Para esta etapa, serão contratadas duas pessoas para atuar na unidade consular que já existe em Vitória para dar agilidade a processos dos capixabas e também para digitalizar a documentação daqueles que já realizaram procedimentos no Rio.

A estimativa, de acordo com Cilmar, é que no prazo de um ano seja realizado um concurso público para contratação definitiva da equipe que vai compor a agência consular do Estado. Por enquanto, explica o presidente, o Espírito Santo ainda mantém dependência em relação ao consulado do Rio de Janeiro mas, após a transição, todos os serviços serão prestados aqui, inclusive a cidadania italiana – a maior demanda dos capixabas.

Cilmar aponta que, no Espírito Santo, pelo menos 60% da população tem algum antepassado italiano. Ou seja, há em torno de 2,5 milhões de capixabas descendentes e que, eventualmente, podem se beneficiar da implantação da agência. Hoje, cerca de 30 mil têm cidadania italiana.

“Atualmente, o passaporte já é feito aqui, mas para a cidadania e outros serviços ainda é necessário ir ao Rio de Janeiro. Com a agência, tudo poderá ser resolvido aqui “

Cilmar Cesconetto Franceschetto
Diretor-presidente da Casa D’Italia

Além de favorecer os descendentes de italianos, Cilmar acredita que a instalação de uma agência consular no Estado vai contribuir também para o fortalecimento de parcerias econômicas do Espírito Santo com a Itália.

Fonte: Aline Nunes, A Gazeta

Publicado por

Sindloc ES

Sindicato das Empresas Locadoras de Veículos Automotores no Estado do Espírito Santo (Sindloc-ES)

Deixe um comentário